Acompanhe nossas redes sociais

Bolsonaro demite Luiz Henrique Mandetta



Em rede social, Mandetta anuncia que Bolsonaro o demitiu. Divergências entre o ministro e o presidente sobre isolamento social, se acentuaram nos últimos dias.

Fonte: Agência Brasil

“Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde. Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e de planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar”, escreveu Mandetta.

“Agradeço a toda a equipe que esteve comigo no MS e desejo êxito ao meu sucessor no cargo de ministro da Saúde. Rogo a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país”, finalizou o ministro.

Mandetta assumiu o ministério, no início do governo, em janeiro de 2019, conquistando maior visibilidade com a crise provocada pelo novo coronavírus.

Nos últimos dias, no entanto, as divergências entre Bolsonaro e Mandetta se aprofundaram quanto às estratégias para conter o avanço do contágio do Covid-19, doença provocada pelo vírus.

Mandetta já tem substuto

O presidente Jair Bolsonaro escolheu Nelson Teich para substituir Luiz Henrique Mandetta, que deixa o governo após intenso desgaste com o presidente.

Formado em Medicina pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERU), Nelson Luiz Sperle Teich é espeicalista em oncologia pelo Instituto Nacional do Câncer e doutor em Ciências e economia da Saúde pela Universidade de York, no Reino Unido.

Entre 1990 e 2018, Fundou e presidiu o Grupo Clínicas Oncológicas Integradas (COI). Atuou como consultor da área de saúde da campanha de Bolsonaro à presidência em 2018. Chegou a ser cotado ao Ministério da Saúde à época.

Panelaço

A demissão de Mandetta, provocou um intenso panelaço nas principais cidades do país. Ao lado do novo ministro da Saúde, Nelson Teich, Bolsonaro fez um pronunciamento, na tarde desta quinta-feira para explicar as razões que levaram à demissão de Mandetta. Imediatamente, começaram os protestos em diversas cidades brasileiras. Em Icaraí, Niterói, ocorreu um intenso panelaço com gritos de Fora Bolsonaro. Foram registradas manifestações na Barra da Tijuca, em Botafogo, Jacarepaguá, Andaraí, Copacabana, Leblon, Tijuca, São Cristóvão e no Humaitá.

Foto: Marcelo Casa Jr.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top