Acompanhe nossas redes sociais

Campanha “Juntas contra o feminicídio” une Rio, Niterói e Marica



No dia em que a Lei Maria da Penha completa 15 anos, Maricá, Niterói e o Rio de Janeiro lançam a campanha “Juntas contra o feminicídio”. O evento aconteceu na manhã deste sábado, 07/08, na Ponte Rio Niterói – símbolo da mobilidade que une as três cidades – e contou com a parceria da EcoPonte e da CCR Barcas.

Ao lado das gestoras de Políticas para as Mulheres das cidades vizinhas, Fernanda Sixel (Niterói) e Joyce Trindade (Rio), a coordenadora de Políticas para as Mulheres de Maricá, Luciana Piredda lembrou que não há motivos para comemorar.

“Embora completemos hoje, 15 anos da Lei Maria da Penha, ainda temos muitas lutas para efetivar. A lei hoje é referência no mundo de uma legislação que protege as mulheres. No entanto, no Brasil, muitas autoridades, especialmente as autoridades policiais e judiciárias, ainda negligenciam e se negam a cumprir a lei em sua integralidade, garantindo assim a proteção das mulheres e a punição dos agressores”, justifica a coordenadora de Políticas para as Mulheres, que está vinculada a Secretaria de Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher.

O Brasil ocupa o 5º lugar no ranking mundial de violência contra as mulheres. Durante a pandemia, por exemplo, os casos aumentaram consideravelmente. Em 2020, o número de feminicídios aumentou em 400%.

“Não tem uma mulher que possa levantar o dedo e dizer que nunca sofreu nenhum tipo de assédio, nunca se sentiu constrangida ou de certa forma violentada. Mesmo as meninas mais novas já sofreram, seja por olhar, toque, palavra ou atitude dentro do ambiente de trabalho. O feminicídio é a violação máxima dos direitos humanos femininos, mas nós sofremos outros tipos de violações”, declarou a subsecretária Municipal de Participação Social que também responde pela Coordenação de Direitos das Mulheres de Niterói, Fernanda Sixel.

“A gente entende que essa campanha tem justamente o objetivo de comunicar para mais mulheres quais são os serviços, onde procurar ajuda e a gente espera que mais mulheres cheguem até nós para conseguir receber os seus auxílios a partir dos outros municípios”, completou a secretária de Políticas e Promoção da Mulher do Rio, Joyce Trindade.

Com o objetivo de despertar a sociedade civil sobre a importância da luta e o apoio às vítimas de violência, algumas ações serão realizadas. Entre elas: panfletagem, uma roda de conversa no CRAS de São José do Imbassaí (no dia 11/08) e um evento de ciclismo com concentração às 8 horas na Praça dos Gaviões em Itaipuaçu (no dia 07/09).

Em Maricá, o letreiro da cidade que fica em Inoã, já está iluminado com a cor roxa. A previsão é que a Igreja Matriz Nossa Senhora do Amparo, no Centro,  também seja iluminada até o final da campanha.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top