Acompanhe nossas redes sociais

Carolina de Jesus é homenageada pela Biblioteca Parque de Niterói



Por Márcio Kerbel

Carolina de Jesus

Neste domingo (14), dia em que se celebra os 107 anos de Carolina de Jesus, a Biblioteca Parque de Niterói vai homenageá-la com duas programações virtuais, a primeira com o vídeo da cantora Girlei Barbosa, em tributo a Carolina, às 11h, nas redes @bibliotecaniteroi. Às 14h, uma conversa virtual com a pesquisadora e professora Sirlene Barbosa, será mediada pela Diretora de Cidadania, Diversidade e Territórios da Fundação de Arte de Niterói, Roberta Martins, às 14h, no Google Meet, com inscrição pelo link http:// http://bit.ly/BPNBatepapo1.

Escritora, poetisa e compositora, Carolina Maria de Jesus, ficou conhecida por seu livro “Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada”, publicado em 1960.

Carolina atravessou uma vida de pobreza e fome até se tornar uma das primeiras autoras negras publicadas no Brasil. Favelada e catadora de papel, narrou em seus escritos a vida dura que teve desde a infância.

A homenagem que Caroline recebe da Biblioteca Parque de Niterói se soma à outra iniciativa que é a concessão recente à escritora do título de Doutora Honoris Causa da UFRJ.

Sobre Sirlene e sobre a HQ Carolina

Sirlene é doutoranda em Educação pela PUC-SP e professora de língua portuguesa. É coautora da história em quadrinhos “Carolina”, lançada em 2016 pela editora Veneta.

João Pinheiro e Sirlene Barbosa contam, nesta HQ, a história da escritora Carolina Maria de Jesus, narrando o cotidiano da autora na favela do Canindé, passando pela infância pobre da escritora em Minas Gerais, a vida sofrida em São Paulo, a fama, as ilusões, as decepções e o esquecimento.

A HQ Carolina foi indicada ao prêmio Jabuti, em 2017, como uma das melhores histórias em quadrinhos do ano; aprovada pelo Plano Nacional do Livro Didático Literário (2019). Recebeu o prêmio especial do Festival de Quadrinhos de Angoulême, o principal evento dedicado às HQs na Europa e um dos mais importantes festivais de quadrinhos do mundo.

Sobre Girlei Miranda

Girlei Luiza Miranda nasceu em São Paulo. É percussionista, cantora e compositora. Uma das fundadoras do grupo afro Ilú Obá De Min.
Os tambores sempre foram a paixão da artista. Também contadora de histórias e cantora popular, Girlei, conhecida como Gigi, dedicou a maior parte da sua vida à arte.
Para esta ocasião, ela preparou um clipe especial em homenagem a Carolina de Jesus.

Serviço:

Homenagem a Carolina de Jeseus, promovida pela Biblioteca Parque de Niterói

Data: 14 de março, domingo

  • lançamento do vídeo da cantora Girlei Barbosa

Horário: 11h

Onde: facebook e instagram @bibliotecaniteroi

  • Conversa aberta ao público com a pesquisadora e professora, Sirlene Barbosa, mediada pela Diretora de Cidadania, Diversidade e Territórios da Fundação de Arte de Niterói, Roberta Martins

Horário: 14h

Onde: Google Meet – inscrição pelo link http://bit.ly/BPNBatepapo1

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top