Acompanhe nossas redes sociais

Castramóvel da Prefeitura de Niterói amplia atuação na Região Oceânica



Mapeamento definiu os principais locais que necessitavam da unidade móvel. Foram 620 cães e gatos castrados em dois meses

 Para garantir o controle de crias e ampliar políticas públicas de proteção animal em Niterói, o Centro de Controle Populacional de Animais Domésticos (CCPAD), órgão da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade, ampliou a atuação do Castramóvel na Região Oceânica. A Unidade Móvel Cirúrgica esteve em diversas comunidades. Graças a uma parceria com a Administração Regional, mais de 620 cães e gatos foram castrados nos últimos dois meses. O Centro de Controle espera encerrar o ano de 2021 com um total de 3.365 castrações em todas as regiões da cidade.

O caminhão totalmente equipado para a realização da cirurgia percorreu os bairros da cidade castrando animais domésticos de famílias de baixa renda. Nos últimos meses, esse atendimento foi direcionado a partir de mapeamento feito pela Administração Regional.

Localidades como Jacaré, Caniçal, Bonsucesso, Boa Esperança, Lagoa de Piratininga e Itaipu foram os locais em que a população de baixa renda teve acesso ao serviço. Pontos de inscrição foram montados para atender ao público sem grandes deslocamentos.

O Castramóvel tem sala de preparação de cirurgia e pós-cirurgia. As equipes que atuam na unidade são formadas por quatro veterinários, um anestesista e técnicos. O veículo fica em média 15 dias por bairro. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade realizou um mapeamento das castrações em cada bairro da cidade e usou os dados para preparar a programação do veículo.  

“O serviço de castração está sendo direcionado a pessoas de baixa renda que precisam do serviço. A parceria com as administrações regionais tem nos ajudado muito a levar o serviço de forma efetiva para essa população. Por conta da pandemia no início do ano, demos uma parada e retomamos as ações do veículo nos bairros em junho. Conseguimos atingir várias áreas graças a um esforço conjunto e planejado”, explicou Marcelo Pereira, coordenador do CCPAD.

Além da Região Oceânica, o Castramóvel passou pelos bairros de Várzea da Moças, Santa Bárbara e Ilha da Conceição, com um total de 1140 castrações no ano. Quem quiser ter o animal castrado, precisa se inscrever na Associação de Moradores do bairro ou na Secretaria Regional. É necessário apresentar identidade, CPF e comprovante de residência no bairro onde vai acontecer a ação. É realizada uma triagem para identificar as pessoas que mais necessitam do serviço.

“Para nós, das regionais, as parcerias são muito importantes, pois aproxima os serviços da população. Trabalhamos na conexão com os serviços ofertados pela prefeitura, simplificando e agilizando para o cidadão niteroiense, principalmente na Região Oceânica, que fica um pouco mais distante. O que pudermos trazer para perto e facilitar para eles, fica ainda melhor”, observou Rubens Branquinho, administrador da Regional Oceânica.

Em 2022, o serviço de castração de animais já começa em janeiro, no bairro de Santa Rosa. Depois, de acordo com a coordenação do CCPAD, a unidade estará em bairros como Santa Rosa, Jurujuba, Barreto e Sapê. Os outros bairros serão beneficiados gradativamente.



Aplicativo 

Com três meses de funcionamento, o App Niterói Animal está chegando aos 6 mil inscritos na plataforma. No aplicativo, além do agendamento de castração no CCPAD, é possível conhecer animais para adoção. Pelo aplicativo, já foram agendadas 840 castrações e algumas adoções. Em janeiro serão disponibilizadas novas vagas para atendimento no CCPAD.

CCPAD – Além das 1140 cirurgias realizadas pelo Castramóvel em diversos pontos da cidade neste ano, o CCPAD fez, em 2021, mais 2215 castrações de cães e gatos. “A procura pela castração está aumentando a cada ano. Isso demonstra o quanto a população está preocupada com os animais. Vamos ampliar ainda mais a oferta do serviço”, destacou Marcelo Pereira.

Controle de crias – A castração amplia as políticas públicas de proteção animal da Prefeitura de Niterói. A lei federal 13.426/2017 incentiva esse tipo de prática para proteção dos animais e controle de crias.  
Para ser castrado, o animal precisa ter mais de quatro meses e menos de seis anos; ter menos de 20 quilos; não ser obeso ou extremamente magro; não ser braquiocefálico (cães com cabeça achatada e focinho curto, como os das raças pug, buldogue, shitzu e boxer). Também não são realizadas castrações de gatos persas ou de raças exóticas.

Foto: Douglas Macedo

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top