Acompanhe nossas redes sociais

Equipes da Prefeitura de Niterói fazem vistorias com consultores da Urban95



Grupo está fazendo monitoramento de áreas que podem receber projetos voltados para a primeira infância

As equipes da Prefeitura de Niterói que estão envolvidas em projetos voltados para a primeira infância estão realizando, ao longo desta semana, vistorias em diversos pontos da cidade, mapeando áreas para novos projetos. O prefeito de Niterói, Axel Grael, recebeu na manhã desta quarta-feira (01) profissionais de diversas secretarias e consultores da Urban95, que estão na cidade para realizar capacitações e mapeamento de ações dedicadas às crianças de 0 a 5 anos. O grupo já visitou locais como o Parque Orla Piratininga Alfredo Sirkis e uma escola municipal de Jurujuba.    

Entre as iniciativas que estão sendo trabalhadas em conjunto pelos consultores e as equipes do Município, que incluem representantes do Escritório de Gestão de Projetos (EGP), Secretaria Municipal de Urbanismo, Secretaria Municipal de Obras, Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, NitTrans e Coordenadoria Niterói de Bicicleta, estão a mobilidade voltada para a primeira infância.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, lembrou que a partir dos conceitos desenvolvidos pela Urban 95, e considerando as diferentes características de Niterói, como as áreas verdes, atrativos culturais e regiões históricas, o grupo da Prefeitura de Niterói criou o projeto Rotas Caminháveis temáticas para a primeira infância.

“Niterói vem fazendo investimentos em projetos voltados aos pequenos niteroienses, como a rota caminhável do Barreto, um projeto piloto que já tem bons resultados. Esse é um trabalho muito importante e que vem sendo desenvolvido de forma intersetorial. Estamos à frente como uma cidade inovadora”, destacou.

O objetivo do Rotas Caminháveis é criar um trajeto mais lúdico e interativo para a primeira infância, proporcionando caminhabilidade e acessibilidade, estímulo à interação e apropriação do espaço urbano. A ideia é que a iniciativa seja replicável em diversas localidades da cidade, como Jurujuba, e que possa servir também como referência para outros municípios.

“Começamos com um processo de escuta com as crianças e a comunidade de Jurujuba para mapear e entender as demandas locais e pensar nas soluções com base nas ruas para brincar, acessibilidade e a promoção do contato da criança com a natureza”, explicou a assessora de Projetos do Escritório de Gestão de Projetos de Niterói, Kallena Lima.

Rota caminhável 

Consultor da Urban95, Tiago Brito contou que a experiência bem-sucedida na rota caminhável do Barreto colocou Niterói entre as cidades promissoras dentro dos projetos da Urban.

“A Urban 95 é uma rede mundial que atua no mundo todo e a ideia é sempre trabalhar a inovação da cidade para as crianças. Niterói tem todo o potencial para ajudar a desenvolver essas ferramentas”, pontuou.

Outra iniciativa em andamento é o desenvolvimento na cidade do conceito de microacessibilidade, composto pela “mobilidade”, entendida no contexto das ações da vida cotidiana que abrangem os deslocamentos e permanências diários da população, e pela “acessibilidade”, entendida como uma característica que os espaços, produtos e serviços devem cumprir, para que possam ser acessados, utilizados e desfrutados de forma natural, cômoda, segura e eficiente por todas as pessoas com a maior autonomia possível.

A diretora de Educação e Comunicação da Coordenadoria Niterói de Bicicleta, Helena Porto, enfatizou que, desde que a cidade ingressou na Rede Urban 95, a Coordenadoria vem participando de todas as ações, reuniões e capacitações trazendo o olhar da mobilidade ativa e, especificamente, da bicicleta.

“Estamos participando da elaboração e implantação do Rotas Caminháveis, sempre com a visão de que uma rota para a primeira infância é melhor também para todos. A ideia é aproveitar essas iniciativas e para continuar nosso trabalho de ampliação da malha cicloviária, além de uma série de atividades voltadas para a educação e conscientização no trânsito, com ações em escolas, por exemplo, com mapeamento das unidades da rede municipal com maior de demanda de alunos de bike e fizemos a instalação de paraciclos, palestras, contribuindo na elaboração do Plano Municipal da Primeira Infância, entre outros”, disse.

Foto: Douglas Macedo

ComentáriosOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade
Top