Acompanhe nossas redes sociais

Moeda Social Arariboia começa a circular em janeiro de 2022



Programa da Prefeitura de Niterói vai beneficiar cerca de 30 mil famílias cadastradas no CadÚnico

A Prefeitura de Niterói lança, em janeiro de 2022, a Moeda Social Arariboia, que vai contemplar cerca de 30 mil famílias em situação de maior vulnerabilidade social, cadastradas no CadÚnico. O benefício pode variar de acordo com o tamanho da família (de até seis pessoas), chegando a até R$540,00. Com isso, o programa Renda Básica Temporária, criado em abril de 2020 para atender as famílias mais carentes da cidade no período da pandemia do coronavírus, será encerrado em dezembro de 2021.

Em pronunciamento nas redes sociais, o prefeito de Niterói, Axel Grael, afirmou que a Moeda Social Arariboia terá um efeito positivo para a economia da cidade.

“É um projeto que beneficiará as famílias mais vulneráveis de Niterói, e também beneficiará os pequenos comerciantes, que poderão se cadastrar para receber a moeda social. A proposta é promover uma melhor distribuição de renda na nossa cidade, melhorando a vida de quem está nas comunidades. Fazer programas de transferência de renda é algo importante, mas isso precisa ser feito de forma qualificada, gerando oportunidades para todos e integrando a cidade”, explicou o prefeito.

A moeda social Arariboia faz parte do Programa Municipal de Economia Solidária, Combate à Pobreza e Desenvolvimento Econômico e Social de Niterói, instituído pela Lei Nº 3621, que tem como objetivo principal combater as desigualdades sociais, fomentar o desenvolvimento econômico e social das comunidades e estabelecer meios para atingir a erradicação da pobreza e a geração de emprego e renda para as camadas mais carentes do município, complementando a Política Municipal de Economia Popular Solidária.

Calendário

O secretário-executivo da Prefeitura de Niterói, Bira Marques, explicou que na próxima semana será apresentado o calendário de entrega dos cartões para as famílias habilitadas para o benefício da Moeda Social Arariboia.

“A distribuição será feita de forma descentralizada, usando o mesmo modelo da entrega dos cartões do Renda Básica Temporária, em vários pontos da cidade, para que todos possam receber os cartões com tranquilidade e sem aglomerações. A Prefeitura de Niterói vai investir R$ 70 milhões anuais na Moeda Social”, destacou o secretário.

A moeda poderá ser usada nos comércios locais cadastrados, sejam eles padaria, pequenos mercados, hortifrutis e pequenos produtores e outros, fazendo o dinheiro circular dentro da própria comunidade. 

Covid-19 – A subsecretária de Saúde, Camilla Franco, informou que Niterói ainda não registrou casos da variante ômicron, mas ressaltou que a Secretaria de Saúde segue monitorando a situação em todo país.

“A variante Ômicron não se mostrou, até o momento, mais grave ou mais transmissível que outras variantes, mas países que haviam retirado a obrigatoriedade do uso de máscaras voltaram atrás nessa decisão para combater esses novos casos. Isso deixa claro que a melhor forma de prevenção é, além da vacina, mantermos o uso de máscaras e a higienização constante das mãos”, detalhou a subsecretária.

Vacinação – A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói está aplicando a dose de reforço da vacina da Covid-19 em pessoas que receberam a primeira dose da marca Janssen. O intervalo para o reforço é de cinco meses, com Pfizer. A imunização já está disponível em sete policlínicas, de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h, com entrada até 16h.

O município também está aplicando a dose de reforço/terceira dose em idosos a partir de 60 anos com um intervalo de 3 meses da segunda dose, profissionais e trabalhadores da saúde com intervalo também de 3 meses e pessoas com idade de 18 anos a 59 anos, com intervalo de 5 meses da segunda dose. A dose de reforço também está sendo aplicada em pessoas com alto grau de imunossupressão, a partir de 18 anos, que tenham tomado a segunda dose há pelo menos 28 dias.

A segunda dose está sendo aplicada em pessoas a partir de 12 anos, com 8 semanas de intervalo da primeira dose. O município segue em repescagem contínua para aplicação da primeira e segunda dose da vacina.

Foto: Berg Silva

ComentáriosOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade
Top