Acompanhe nossas redes sociais

Niterói participa de evento virtual com cidades da América Latina e Caribe sobre o desenvolvimento urbano depois da Covid-19



Um encontro entre líderes das cidades da América Latina e Caribe para discutir como inovaram para melhorar a resiliência contra os efeitos da pandemia do coronavírus contou com a participação da secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, representando o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, na programação do Smart City Expo Barcelona 2020, nesta quarta-feira (18). O evento, que está acontecendo de forma virtual, tem como objetivo debater sobre os novos caminhos do desenvolvimento de uma cidade inteligente.

No debate, que teve como tema “Rumo a uma nova cidade latino-americana: repensando o desenvolvimento urbano depois da Covid-19”, foram abordadas questões como quais são os problemas e desafios mais urgentes que as cidades enfrentam para reduzir o impacto da pandemia e planejar um retorno, uma nova maneira de lidar com a resposta local às crises sanitárias globais no futuro, e como o conhecimento sobre resiliência e as lições obtidas com a crise podem ser compartilhados na América Latina.

Giovanna Victer apresentou as principais ações desenvolvidas pela Prefeitura de Niterói durante a pandemia do coronavírus, tanto na atenção à saúde, quanto para a manutenção do emprego e renda da população. Para a secretária, o principal desafio para as cidades latino-americanas no pós-pandemia será enfrentar o agravamento da desigualdade social.

“Além de ampliar a retaguarda de saúde, Niterói adotou iniciativas para manter a renda da população, com os programas Renda Básica Temporária e Busca Ativa, e também de apoio às micro e pequenas empresas do município, para a manutenção do emprego”, enfatizou.

A secretária citou também que outra ação adotada pela gestão municipal foi a parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) para a realização de um estudo para identificar a presença de material genético do novo coronavírus em amostras do sistema de esgotos da cidade. O objetivo era acompanhar o comportamento da disseminação do vírus ao longo da pandemia de Covid-19.

“Nós temos em Niterói um sistema georreferenciado, que nos dá uma visão mais precisa da cidade. Entre as ações desenvolvidas para identificar as áreas de maior risco, nós usamos tecnologia para identificar, através da análise do esgoto, os locais com maior circulação do vírus. Isso nos permitiu reagir de forma mais rápida para reduzir o número de casos”, disse a secretária.

O debate, que teve como facilitadora a chefe de divisão do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Tatiana Gallego, contou ainda com a participação do prefeito de Guadalajara, Ismael del Toro, da gerente de serviços municipais e gestão ambiental de Lima, Ximena Giraldo, e do assessor da Prefeitura de Lima, Carlos Javier Vega.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top