Acompanhe nossas redes sociais

Niterói tem aumento de 16% de casos positivos de Influenza



Dados da Dasa e CHN mostram crescente de quadros gripais

O número de casos positivos para a Influenza aumentou em Niterói. Segundo a Dasa, maior rede integrada de saúde do Brasil, houve um crescimento de 16 pontos percentuais na taxa de positividade nos exames realizados em seus laboratórios e hospital na cidade, o Complexo Hospitalar de Niterói (CHN).

Identificada em vários locais do Brasil, a nova variante do vírus Influenza adquiriu status de epidemia no estado do Rio de Janeiro. De acordo com infectologista da Dasa, dr. Alberto Chebabo, o principal motivo para a alta circulação H3N2 é a baixa adesão à vacina da gripe. “Mesmo nos grupos prioritários, a campanha não atingiu o objetivo esperado. Para diminuir os impactos da circulação do vírus, o imunizante precisa chegar a 70% da população, afirma o especialista.

Na Emergência do CHN, o volume dos atendimentos relacionados com quadro gripal foi de 152 casos suspeitos diários entre adultos e de 95 entre crianças em média no período de 15 a 27 de dezembro. “É fundamental que toda a população se vacine contra a gripe (influenza). A vacinação contra a gripe é ainda mais importante na pandemia, pois reduz a circulação da Influenza, o que evita a epidemia e o aumento nos atendimentos em emergências, para que os profissionais de saúde possam se dedicar aos possíveis casos de Covid-19”, reafirma Alex Sander Ribeiro gerente do Complexo de Emergências do CHN.

Segundo Ribeiro, as infecções provocadas pela Influenza e Covid-19 têm alguns sintomas semelhantes, como febre, dor de cabeça, dor de garganta, dores no corpo e musculares e calafrios. Mas é sempre importante se atentar, pois a Covid-19 causa muita dificuldade para respirar, e caso os sintomas se agravem, é importante buscar uma unidade hospitalar para verificar e realizar a testagem adequada.

A forma de transmissão é algo que os dois vírus possuem em comum, por isso os especialistas alertam que é fundamental continuar com todos os cuidados de prevenção recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS): usar máscaras, higienizar as mãos, evitar aglomerações e seguir as instruções de vacinação.

A imunização contra a gripe pode ser iniciada a partir dos 6 meses de vida, e o importante é que a vacinação esteja em dia, pois não há mais a necessidade de aguardar 14 dias entre as doses dos imunizantes contra a Covid-19 e a gripe, já que as duas vacinas podem ser aplicadas no mesmo dia. A única recomendação é para que os pacientes que testaram positivo para a Covid-19 aguardem o prazo de 20 dias para se imunizarem contra a Influenza, segundo os especialistas.

Foto: Divulgação

Comentários
Compartilhe esta matéria:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.


Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade
Top