Acompanhe nossas redes sociais

Obras vão ampliar capacidade de atendimento da Maternidade Alzira Reis



Nesta terça-feira (19), o prefeito de Niterói, Axel Grael, visitou as obras de reestruturação da Maternidade Municipal Alzira Reis, em Charitas, para conferir de perto o progresso da empreitada. Segundo o município, a ação está gerando 320 empregos diretos e indiretos, representando mais um investimento da gestão municipal para garantir a saúde e dignidade dos niteroienses. Na próxima semana, terá início o trabalho de colocação do novo telhado, que terá referências sustentáveis. Com a reforma, a unidade terá a capacidade ampliada em 30%. De acordo com a Diretoria de Planejamento e Captação de Recursos da Emusa, o serviço não está interrompido, e profissionais trabalham no remanejamento dos ambientes internos para atender toda a demanda da população.

Axel Grael destacou a importância das obras de reforma e ampliação da unidade médica para os moradores da cidade.  

”Com esta obra, a maternidade, que já é referência pelo atendimento de partos humanizados, terá condições de oferecer um serviço ainda melhor. Vamos avançar na luta pelo parto saudável com essa nova unidade, ampliada para receber mais mulheres. Esta é uma obra que traz vários conceitos novos, com soluções sustentáveis, garantindo a saúde e dignidade dos cidadãos de nossa cidade”, afirmou.

Em 17 anos de funcionamento, já foram realizados mais de 70 mil atendimentos, 25 mil internações e 24 mil partos na Alzira Reis. De acordo com a Emusa, já foram iniciadas as demolições da área administrativa e da recepção da maternidade.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, havia uma expectativa muito grande em torno da ação.  

“Esta é uma obra muito esperada, uma obra necessária que vai colocar a maternidade em condições arquitetônicas para seguir fazendo o seu atendimento humanizado, moderno e cuidando bem das nossas mães e de seus bebês’’

 Localizados no térreo, estes espaços serão remanejados e modernizados com a obra de ampliação. Também foi iniciada a expansão da fundação da área que abrigará o novo centro cirúrgico e as enfermarias. No local, serão feitos abrigos de resíduos, gases e casa de máquina. No primeiro pavimento, os serviços estão voltados para a substituição das esquadrias das portas e janelas e nas instalações elétricas e hidráulicas.

“As obras vão trazer conceitos sustentáveis para a unidade. A previsão é que todo o trabalho de reforma seja concluído em novembro de 2022. Estamos trabalhando em conjunto à Secretaria de Saúde para entregar essa obra com muita qualidade para a população”, celebrou o presidente da Emusa, Paulo Cesar Carrera.

A maternidade contará com leitos de recuperação pós-anestésica e toda estrutura de apoio a estes procedimentos. Na ala de internação, cinco novos ambientes serão planejados para a realização de pré-parto, parto e pós-parto. De acordo com a diretora da maternidade, a unidade é especializada em partos humanizados.

Será implantada uma Unidade de Cuidados Intermediários para recém-nascidos, com seis berços em ambiente equipado e planejado. O projeto também contempla atenção aos ambientes de acolhimento, com salas específicas para os exames de ultrassonografia, ecocardiograma e análises clínicas; leitos de observação para avaliação da indicação de internação; além de ambientes planejados para estar de acompanhantes e para as atividades de apoio ao aleitamento.

Também será substituída toda a infraestrutura predial, com redimensionamento de instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, inclusão de sistemas de ar condicionado em toda a edificação, atendimento por grupo-gerador para fornecimento de energia, sistema de controle por câmeras de segurança e implantação de rede de lógica integrando todos os serviços através de sistema de informação.

”A expansão da maternidade é muito importante, uma vez que a unidade de saúde atende, não só a população da região, como também toda a cidade. A maternidade é uma referência em Niterói, a modernização só traz mais segurança e conforto para as gestantes”, disse o secretário regional de Jurujuba e do Preventório, Flávio Bonan. Também sem esconder a satisfação, o presidente da Associação de Moradores do Preventório, Rafael Faustino, afirmou que as obras são uma conquista muito esperada pelos moradores da região: “A maternidade atende boa parte das gestantes da comunidade e tanto pela história desta unidade, como pela importância dessa reforma, podemos dizer que é uma conquista para os moradores de Niterói, para as gestantes e seus familiares”, reforçou Faustino.

A diretora da maternidade Alzira Reis, Adriana Cersósimo, explicou que a unidade já desenvolve um trabalho de qualidade para o acolhimento à gestante.

“As equipes da maternidade se dedicam ao trabalho que vem sendo realizado ao longo dos anos e a obra é muito importante para a dignidade das gestantes e também dos servidores. Será uma unidade mais adequada e mais moderna”, pontuou.

. Já para a coordenadora geral da Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres, Fernanda Sixel, a maternidade é de importância fundamental para a saúde das mulheres da cidade.

“O trabalho da maternidade, já é uma referência no município, com a preocupação no acolhimento às mães, acolhimento às crianças e ao parto humanizado. Ter um espaço modernizado e adequado para trazer ainda mais dignidade a esse momento é muito importante, um orgulho. Essas mudanças vão trazer uma nova ambiência para a prestação do serviço”, comemorou Sixel.

Foto: Berg Silva

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top