Acompanhe nossas redes sociais

Solidariedade nas ruas


Marcio Kerbel – Opinião

O fim do auxílio emergencial, a taxa de pobreza extrema no Brasil deu um salto. O Brasil tem hoje mais pessoas na miséria do que antes da pandemia e em relação ao começo da década passada, em 2011.

Com a pandemia, se constata que nenhuma cidade é uma ilha. Niterói, no entanto, consegue se destacar, com a Prefeitura implementando programas como o renda básica temporária que atende a cerca de 50 mil famílias em situação de vulnerabilidade social, recebendo um cartão com recarga mensal de R$ 500 que pode ser usado em mercados e farmácias.

Mesmo com uma política assistencial, considerada referência para outras cidades, ainda assim, o município não dá conta de tudo. É nesta hora que a participação da sociedade organizada se revela indispensável.

Exemplo dessa mobilização pode ser observada na ação do Projeto União Solidária, que leva semanalmente, às terças-feiras, alimentos não perecíveis para distribuição nas ruas de Niterói.

Quem puder ajudar, pode doar produtos como macarrão, salsicha, suco em pó, copos e talheres descartáveis, cobertores, molho de tomate, frutas, como banana e maçã e produtos de higiene.

O contato pode ser feito diretamente com Noronha, coordenador do projeto, pelos telefones |(21) 99210-1209 ou (21) 96974-4960.


Comentários
Compartilhe esta matéria:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.

Quer enviar uma queixa ou denúncia, ou conteúdo de interesse coletivo, escreva para noticia@diariodeniteroi.com.br ou utilize um dos canais do menu "Contatos".




Top