Na Rede

Imprensa repudia tentativa de golpe Os grandes jornais e as redes all news de rádio e televisão, assim como a...

Imprensa repudia tentativa de golpe

Os grandes jornais e as redes all news de rádio e televisão, assim como a chamada mídia progressista, denunciaram a tentativa de golpe de Estado no Brasil. A ampla cobertura da mídia expôs a omissão e até mesmo o papel facilitador de parte das forças de segurança de Brasília aos vândalos que invadiram as sedes dos 3 poderes da República.

O entendimento comum de que a democracia é valiosa e deve ser respeitada e protegida uniu os principais repórteres e colunistas do país. Os termos “terroristas”, “vândalos” e “bolsonaristas radicais” foram devidamente usados para designar os responsáveis pela desordem no Distrito Federal.

Móveis e janelas danificadas no Senado Federal. Foto: Agência Brasil

Quem financiou os atos que pague os prejuízos?

Bolsonaro não está sendo poupado pela imprensa sobre a sua responsabilidade nos atos antidemocráticos. Para muitos analistas, o papel desempenhado pelo ex-presidente ao longo de seus 4 anos de mandato foi o de desgastar as instituições, criando um clima favorável a ataques e campanhas centrados principalmente no STF. Outra questão que deve ser elucidada pelas autoridades é a de quem pagou a conta dos vândalos em Brasília. O financiamento dos atos antidemocráticos está sendo apurado e as primeiras conclusões apontam para alguns empresários do agronegócio. Ao que parece, pela disposição das autoridades, a punição aos terroristas será exemplar.

Reais intenções

Provocar um efeito dominó a partir dos atos golpistas em Brasília. Essa seria a intenção segundo analistas sobre a depredação cometida pelos bolsonaristas radicais. As lamentáveis cenas transmitidas ao vivo pelas redes de TV, não deixaram margem para dúvidas sobre as reais intenções de quem depredou os bens públicos.

Atos pela democracia

Atos em defesa da democracia estão sendo convocados pelos movimentos sociais em diversas cidades brasileiras. Em São Paulo, a concentração está marcada para o Masp. No Rio de Janeiro a convocação é para a Cinelândia.

Resposta imediata

Os ataques à democracia, receberam uma dura resposta tanto do poder executivo, quanto do poder judiciário. Na tarde deste domingo, o presidente Lula decretou intervenção federal na segurança pública do Distrito Federal. Na madrugada deste domingo, o ministro Alexandre de Moraes decretou o afastamento do governador de Brasília Ibanez Rocha por 90 dias. Ainda no domingo, Moraes se manifestou pelas redes sociais repudiando a tentativa de golpe.

Comentários
Compartilhe esta matéria:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.

Quer enviar uma queixa ou denúncia, ou conteúdo de interesse coletivo, escreva para noticia@diariodeniteroi.com.br ou utilize um dos canais do menu "Contatos".