Acompanhe nossas redes sociais

Obras do Mercado Municipal avançam para nova etapa



Previsão é que em julho seja entregue a obra do prédio para os lojistas instalarem seus espaços e, em outubro, aconteça a inauguração

Prefeito Axel Grael visita obras do Mercado Municipal. Foto: Douglas Macedo

 O prefeito de Niterói, Axel Grael, vistoriou as obras do Mercado Municipal, na manhã desta sexta-feira (5), e falou sobre o cronograma das intervenções. De acordo com o prefeito, em março serão concluídas as obras do entorno do Mercado. A previsão é que em julho seja entregue a obra do prédio para os lojistas instalarem seus espaços e, em outubro, aconteça a inauguração do Mercado.

A restauração do mezanino interno do prédio principal em art decó já foi concluída e agora acontece a fase de instalação do boulevard, que é todo em estrutura metálica, e vai abrigar o Beer Garden, espaço voltado para as cervejarias artesanais do município, e o jardim das flores. Em seguida, será feita a pavimentação da área do estacionamento.

Na área do entorno do Mercado, no momento, estão sendo feitas as calçadas. Já foi concluída a drenagem, a rede de infraestrutura de iluminação e telefonia subterrânea, e os meios fios. A próxima etapa será o acabamento das calçadas, a pavimentação do entorno e da entrada que dá acesso ao Mercado Municipal.

“As obras seguem avançando. O novo Mercado Municipal é umas das frentes de trabalho para a retomada da economia da nossa cidade. A revitalização do Mercado Municipal vai consolidar a centralidade de Niterói na Região Metropolitana e no interior do Estado. O Mercado ficou degradado por mais de 40 anos e está numa região abandonada por décadas. Com esse projeto, vamos resgatar a memória afetiva dos niteroienses através da revitalização desse patrimônio histórico da cidade. Além da modernização do espaço, todo o entorno está sendo requalificado, com projeto paisagístico e urbanístico da região”, enfatizou o prefeito.  

Investimento – A Prefeitura de Niterói e o Consórcio Novo Mercado Municipal firmaram uma Parceria Público Privada (PPP) para a reforma e gestão do espaço por 25 anos. O investimento do consórcio será de R$ 69 milhões em três anos, sendo R$ 30 milhões na reforma do atual prédio. O mercado terá 180 lojas que já estão em fase de habilitação para os empresários e produtores que quiserem se candidatar a ter um ponto de comércio no local. A intenção é trazer para o Novo Mercado Municipal pequenos produtores de Niterói e do interior do estado do Rio, que hoje só têm a Cadeg como opção para levar seus produtos. O local abrigará floriculturas, uma vila cervejeira entre outras atividades.

Desenvolvimento econômico – O térreo do Mercado Municipal será um espaço para comercialização de frutas – incluindo espécies raras e de cultivo orgânico e oriundas da economia familiar -, verduras, legumes, produtos tradicionais da região, açougue, empórios especiais, produtos gourmet, queijos, laticínios e especiarias. No mezanino ficarão restaurantes, cervejarias artesanais e uma adega. Serão construídas uma nova praça, boulevard e estacionamento com 300 vagas. Todo o local contará com medidas de sustentabilidade, como o uso da luz natural, reaproveitamento de água de chuva e telhado verde.

História – O edifício da Avenida Feliciano Sodré, que abrigou, de 1930 a 1976, o Mercado Municipal da cidade e depois passou a ser o Depósito Público Estadual, está recebendo um trabalho meticuloso e feito com cuidado para manter todas as características da arquitetura neoclássica do lugar. O imóvel faz parte de um conjunto arquitetônico da região portuária de Niterói. Com uma área de cerca de 9.700 metros quadrados, o local estava desativado há mais de 30 anos. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Top