Acompanhe nossas redes sociais

Prefeitura de Niterói promove tour entre as cervejarias artesanais da cidade



A Prefeitura de Niterói promoveu, no último sábado (06), o Beer Day que levou apreciadores de cerveja em um tour pelas cervejarias artesanais da cidade como forma de apresentar e incentivar a produção local. O passeio foi o primeiro realizado após a flexibilização das medidas sanitárias e que marca a abertura das atividades comemorativas do aniversário da cidade, comemorado em 22 de novembro. O tour foi organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Seden) em parceria com a Secretaria Municipal de Mobilidade e Urbanismo e a Neltur.

A cidade  seguiu a tendência do mercado cervejeiro no Brasil que cresceu 14,4%, de acordo com o Anuário da Cerveja de 2020, do Ministério da Agricultura, publicado este ano. Niterói tem, atualmente, 78 estabelecimentos ligados à produção e distribuição de cerveja artesanal, entre cervejarias, bares cervejeiros e feiras, segundo levantamento do Programa Desenvolvimento dos Projetos Aplicados, convênio entre a Prefeitura Municipal e a Universidade Federal Fluminense (UFF). A cidade também conta com 7 fábricas de cerveja, 4 fábricas em processo de registro, 32 cervejarias ciganas, 19 bares cervejeiros, 5 associações cervejeiras, 3 startups de bebidas artesanais e 2 coletivos cervejeiros. Esses estabelecimentos empregam, aproximadamente, 600 pessoas entre empregos diretos e indiretos e é uma das apostas da cidade para a retomada econômica pós-pandêmica.

A Rota Cervejeira, já estabelecida em Niterói, é uma alternativa para fomentar o turismo,  integrando as  fábricas de cerveja artesanal da cidade, e valorizar o Selo Cervejeiro. O percurso também estimula a qualificação das fábricas deste segmento. No tour, foi possível visitar e conhecer a história das fábricas, além de degustar cervejas das marcas Malteca (Jurujuba), Masterpiece (Cafubá), Noi (Itaipu), Máfia (Itaipu), Habeas Copos (São Francisco), Biergarten (Icaraí), além da Vila Cervejeira (Icaraí).

A subsecretária de Desenvolvimento Econômico e presidente da Comissão Niterói Cervejeira, Lindalva Cid, explicou que o município tem a lei 3.288/2017, regulamentada pelo decreto 12.916/2018 que dispõe sobre licenciamento da atividade de microcervejarias e respectivos bares cervejeiros em Niterói.

“Com a lei, Niterói reconhece e valoriza a fabricação de cerveja artesanal na cidade, estimulando a produção, de acordo com boas práticas socioambientais e sanitárias com foco em iniciativas limpas, sustentáveis, não geradoras de impactos ambientais, urbanísticos e sociais. Além disso, a comissão avalia e premia as cervejarias com o Selo Niterói Cervejeiro”, disse Lindalva.

O Selo Niterói Cervejeiro é concedido pelo governo municipal de Niterói às cervejarias que respeitam aos valores históricos, sociais, culturais e ambientais da cidade, participam de programas de capacitação e qualificação de profissionais cervejeiros, adotam práticas sustentáveis e não agressoras ao meio ambiente e possuem  visitação pública à unidade produtora de cerveja num diálogo direto estabelecido entre produtor e consumidor.

Marcelo Carvalheiro, que fez o tour acompanhado da esposa e do sogro, contou que a mulher soube do passeio pelas redes sociais e que eles têm o hábito de curtir passeios para cervejarias.

“Já temos o costume de visitar cervejarias, a gente gosta bastante. É a primeira vez que venho nesse tour e estou achando bem organizado. Algumas cervejarias da cidade a gente já conhecia, mas acho super válido. Pouca gente conhece os espaços e é uma forma de apresentar para a população”, destacou Marcelo.

O Niterói Cervejeiro está inserido no plano estratégico Niterói Que Queremos, nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) em relação a Emprego Digno e Crescimento Econômico; Cidades e Comunidades Sustentáveis e Consumo e Produção Responsáveis, além de possuir valores e critérios em sincronia com a agenda Ambiental, Social e de Governança (ESG (Environmental, Social and Governance).

O tour foi realizado no ônibus elétrico, em fase de teste na cidade. A ideia, segundo a subsecretária Lindalva, é levar um público que geralmente não utiliza este modal a conhecer o meio de transporte como uma alternativa de transporte  eficiente e sustentável.

Foto: Bruno Eduardo Alves

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top