Acompanhe nossas redes sociais

Uerj divulga nota de repúdio contra projeto que propõe sua extinção



Um projeto de lei propondo a extinção da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, foi apresentado por um deputado bolsonarista na Assembleia Legislativa do Rio. Além de propor o fim da instituição, a proposta prevê a transferência do patrimônio público para a iniciativa privada. Sem a menor chance de ser aprovado, o projeto do deputado Anderson Moraes (PSL) revela as intenções privatizantes do parlamentar e das forças políticas que ele representa. As primeiras reações, contudo, sinalizam que ideias como essa, serão rejeitadas com firmeza pela sociedade.

A UERJ é uma das mais conceituadas universidades brasileiras, é um patrimônio público da população do Estado do Rio de Janeiro, e como tal deve ser preservada e respeitada. Leia a seguir a nota de repúdio da Uerj, assinada pelo reitor Ricardo Lodi Ribeiro.

Uerj repudia projeto de lei que propõe sua extinção e transferência de seu patrimônio à iniciativa privada

Vimos, uma vez mais, repudiar o projeto de lei n. 4673/21 que propõe a extinção da Uerj e a transferência do seu patrimônio e alunos para a iniciativa privada, cuja tramitação às comissões da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) foi publicada no Diário Oficial de hoje.

A proposta, tão inconstitucional quanto estapafúrdia, não merecerá apoio da esmagadora maioria da Alerj, que reconhece a importância da Universidade para a população fluminense e brasileira, para a educação, a ciência e a tecnologia de nosso país, constituindo-se no maior projeto de inclusão social e na maior agência de políticas públicas do nosso Estado.

A iniciativa visa a excitar hordas radicais, com propósitos eleitorais, sem qualquer compromisso com a democracia, com o progresso da ciência, com a educação, mas, como revela a própria destinação proposta aos bens da Universidade, a interesses inconfessáveis.

No entanto, os que querem a destruição da Uerj serão derrotados uma vez mais. Já estamos em articulação com o parlamento fluminense para que a proposta seja abortada.

A Uerj não será extinta porque ela muda a vida das pessoas para sempre!

Rio de Janeiro, 19 de agosto de 2021.

Ricardo Lodi Ribeiro

Reitor

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top