Acompanhe nossas redes sociais

Anamaria Schneider toma posse na Secretaria de Saúde de Niterói


Solenidade reuniu representantes do governo, líderes comunitários e trabalhadores da saúde.

 A nova secretária de Saúde de Niterói, Anamaria Schneider, tomou posse nesta segunda-feira (13). O evento aconteceu no auditório da Associação Comercial e Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Acierj) e contou com a presença de inúmeros gestores municipais, líderes comunitários e trabalhadores da saúde. Anamaria foi diretora-geral da Fundação Estatal de Saúde de Niterói (FeSaúde) por três anos e meio.


O prefeito de Niterói, Axel Grael, destacou o trabalho que a cidade vem promovendo na área de saúde desde a pandemia e afirmou que a Pasta terá grandes investimentos nos próximos anos.

“Niterói se destacou durante toda a pandemia, não apenas nas medidas de saúde, mas também nas medidas sociais. Fomos reconhecidos, inclusive internacionalmente, pela nossa capacidade de resposta. Passado o momento, viemos desenvolvendo políticas públicas para o pós-pandemia, com planejamento e investimentos na infraestrutura de Niterói, que também tem uma grande capacidade de geração de empregos com a construção civil. Agora, com o Plano Niterói 450 anos, estamos desenvolvendo o que será o carro chefe desse segundo biênio da nossa gestão com investimentos em infraestrutura e na melhoria dos serviços prestados à população de Niterói”, disse Axel.


O secretário Executivo da Prefeitura de Niterói, Rodrigo Neves, relembrou feitos durante sua gestão como prefeito e elencou desafios que a cidade vem enfrentando.


“Em janeiro de 2013, quando assumi a prefeitura, tivemos que decretar situação de emergência na saúde de Niterói, com hospitais fechados e caindo aos pedaços. Aos poucos, revertemos esse quadro crítico, mas todos os dias surge um problema e precisamos de unidade para enfrentá-los. A partir de hoje, estamos todos juntos para melhorar cada vez mais a saúde de Niterói que já foi uma referência e um orgulho, nas décadas de 60 e 70, com a Reforma Sanitária e na luta democrática pela construção do Sistema Único de Saúde do Brasil, na década de 80, e construiu um modelo assistencial revolucionário que olhava o território e a atenção básica e consagrou o Médico de Família que depois virou o Saúde da Família.  Nossa responsabilidade é enorme”, enfatizou Neves.


O vice-prefeito de Niterói, Paulo Bagueira, falou sobre a história da saúde em Niterói e desejou boa sorte ao grupo que está assumindo a nova gestão.


“Eu me orgulho muito de fazer parte desse grupo. Participei da chegada do médico de família na cidade, em 92, quando ganhei minha primeira eleição. Viemos acompanhando a evolução desse que foi um marco na saúde do Estado, tanto que depois foi encampado pelo Governo Federal com outro nome. Durante a pandemia, Niterói deu um show e agora estamos no período do pós-pandemia, que é um processo de gestão e organização e desejo boa sorte a esse novo grupo para que dê sustentação às novas ações”.


A sanitarista Anamaria Schneider, que atua na área de gestão de saúde há 37 anos, já foi secretária municipal de Saúde da Prefeitura de Resende (1997-2004); coordenadora do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde no Rio (2005-2006); subsecretária de Desenvolvimento do Sistema de Saúde da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro; e subsecretária geral de saúde do Município do Rio de Janeiro (2009-2013). Ana assumiu hoje a secretaria de saúde e destacou que o trabalho precisa ser conjunto para a construção de um novo SUS em Niterói.


“Eu não recebi um convite para ser secretária de saúde, recebi uma convocação e aceitei depois de muita conversa porque a gente não pode começar a escrever a página de um livro com as páginas anteriores desfeitas. Esse novo livro precisa ter unidade e foi uma condição para esse projeto dar certo e para que possamos construir um SUS único em Niterói, com unidade, respeito, democracia e que não vive sem o apoio popular e os movimentos sociais”.


No lugar do antigo cargo ocupado por Anamaria Schneider na FeSaúde, assume Pedro Lima, médico com especialização em Saúde Coletiva e 34 anos de profissão, a maior parte deles servindo ao Sistema Único de Saúde (SUS). Pedro participou da implantação do Programa Médico de Família (PMF), como coordenador, entre os anos de 1992 e 2006.


“Agradeço imensamente o convite para voltar à Niterói. É sobre isso, sobre resgate, família, território, aprendizagem. Me sinto muito orgulhoso. Profissionalmente é uma alegria enorme recuperar uma trajetória de vida construída na cidade”.

Foto: Luciana Carneiro

Comentários
Compartilhe esta matéria:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.

Quer enviar uma queixa ou denúncia, ou conteúdo de interesse coletivo, escreva para noticia@diariodeniteroi.com.br ou utilize um dos canais do menu "Contatos".




Top