Acompanhe nossas redes sociais

Campanha Busca Ativa, da Unicef, visa combater a evasão escolar em Niterói



Programa vai identificar e mapear crianças e adolescentes do município que não estejam estudando, além de auxiliar na implementação de políticas públicas que promovam a inclusão de alunos

A Prefeitura de Niterói aderiu à campanha Busca Ativa Escolar do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que tem como objetivo combater a evasão e o abandono escolar. O prefeito Axel Grael deu início ao programa em Niterói, na sexta-feira (16), ao assinar o termo de adesão em reunião no Caminho Niemeyer, no Centro. A parceria, que reúne as secretarias de Educação, Assistência Social e Saúde, vai identificar e mapear crianças e adolescentes do município que não estejam estudando, além de auxiliar na implementação de políticas públicas que promovam a inclusão escolar.
O prefeito ressaltou que combater a evasão escolar é um dos compromissos do município em relação ao futuro dos jovens moradores da cidade. Ele relembra que o Pacto Niterói Contra a Violência também combate o abandono escolar a partir do Programa Poupança Escola, que oferece um fundo para alunos que concluírem o Ensino Médio.

“É preciso traçar novas estratégias e caminhos para tornar o ensino mais atraente, como o que já temos feito em relação à tecnologia e modernização da rede municipal. A parceria com a Unicef no Busca Ativa Escolar será importante para traçar experiências bem sucedidas a fim de trazer esse jovem de volta à escola e possibilitar um futuro de qualidade para nossos alunos”, afirmou.

O secretário de Educação, Vinicius Wu, ressaltou que a educação foi um dos setores mais afetados pela pandemia da Covid-19. Ele destaca que é preciso retomar o vínculo entre os alunos e a escola e recuperar o interesse das crianças e adolescentes pelo estudo.

“Com a adesão ao programa, vamos atuar na garantia do direito ao acesso à educação, recuperando os alunos que abandonaram os estudos, e atuando de forma sistêmica para que a evasão seja reduzida. Poderemos conhecer melhor os motivos que causam a exclusão escolar e buscar soluções para esses problemas”, ressalta.

O presidente da Fundação Municipal de Educação, Fernando Cruz, frisa que desde o início do ano letivo, as equipes da SME/FME estão empenhadas em acolher os alunos.

“Estamos fazendo um trabalho árduo para oferecer qualidade de ensino aos nossos alunos, mas essa iniciativa de resgatar os estudantes é uma das mais importantes, tendo em vista o tempo em que eles estão fora da escola. Quando a criança retornar, terá acesso a todas as iniciativas que estamos implementando como a distribuição dos tablets, reforço escolar, entre outros”, explica.

Thiago Risso, subsecretário de Projetos Transversais, Cooperação e Articulação Institucional da Educação, explica que a partir da iniciativa será possível mapear as crianças e adolescentes que perderam contato com a escola e executar ações que devolvam os alunos à Rede.

“Vamos identificar os alunos, recuperá-los e depois acompanhá-los durante o estudo para evitar reincidências. Por isso, todos os profissionais das escolas vão estar envolvidos”, afirmou.

O presidente da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores de Niterói, Binho Guimarães, afirmou que a adesão ao Busca Ativa Escolar é mais uma iniciativa que consolida a parceria entre o Legislativo e o Executivo.

“Trabalhamos em um esforço de enfrentamento à pandemia e aos efeitos que isso gera diretamente na educação. A retomada das aulas é muito necessária, mas avançar nessa agenda e entender os desdobramentos que a pandemia teve na rede é fundamental”, finalizou.

O Busca Ativa Escolar é uma metodologia tecnológica desenvolvida pelo Unicef, em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), e oferecida gratuitamente a estados e municípios. O objetivo da plataforma é apoiar os governos na identificação de crianças e adolescentes fora da escola ou em risco de evasão escolar. O programa fornece os dados e possibilita acompanhar os casos mapeados para que esse risco seja reduzido, auxiliando na implementação de políticas públicas que promovam a inclusão escolar. O resgate de crianças e adolescentes não é um esforço somente dos setores da Educação, por isso, a Busca Ativa Escolar é uma estratégia de caráter intersetorial, e deve consolidar parcerias entre a Secretaria Municipal de Educação, Saúde e de Assistência Social, entre outras.

Fotos: Berg Silva 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top