Acompanhe nossas redes sociais

Motoristas de ônibus assumem lugar de ciclistas em capacitação por trânsito seguro



Ação da Prefeitura de Niterói colocou rodoviários em bicicletas, enquanto ônibus passa próximo a eles. Objetivo é fazê-los entender a importância da distância segura

Cerca de 100 motoristas de diversas empresas de ônibus de Niterói participaram do treinamento realizado pela Prefeitura sobre a importância da direção defensiva, da manutenção preventiva e atualização da legislação. Na ação, realizada nesta quinta-feira (26), pela Niterói Transporte e Trânsito (Nittrans), no Caminho Niemeyer, os rodoviários assumiram o papel de ciclistas, em uma bicicleta presa ao chão, enquanto os ônibus passavam bem próximo a eles.

O treinamento, que faz parte da campanha Maio Amarelo, foi realizado pela chefe de Educação para o Trânsito da Nittrans, Priscilla Rocha, e pelo coordenador de Sistema Rodoviário da EcoPonte, José Marcelo Borges.

“Reunimos os motoristas de ônibus que circulam por Niterói e no entorno para falar sobre direção defensiva e depois terem um momento prático onde se colocaram no lugar dos ciclistas, respeitando o código de trânsito, onde os maiores respeitam os menores. Além da experiência teórica, eles vivenciaram a prática, permitindo uma melhor aprendizagem”, explica Priscilla Rocha.

A coordenadora de comunicação e educação do Niterói de Bicicleta, Helena Porto, destaca que essa inversão de papéis tem como objetivos gerar empatia, conscientização e educação de todos para o trânsito.

“Promovemos essa experiência de sentir como é estar pedalando quando um ônibus passa muito rente a uma bicicleta. Um ônibus tem, em média, 14 metros, comparado ao ciclista com a bike, provoca uma sensação de insegurança, sem falar do risco real de colidir. Também destacamos com esse exercício, questões como: o ponto cego do motorista, o quanto é importante o ciclista estar bem sinalizado, a necessidade do equipamento de proteção para quem pedala à noite”, disse Helena Porto.    

Motorista da empresa Pendotiba há um ano, Luiz Eduardo Guimarães, passou pela experiência de trocar de lugar com o ciclista.

“A palavra mais adequada para essa ação é empatia. O que eu passei ali, não desejo para ciclista nenhum. Até agora estou com um frio na barriga. É muito importante nos colocarmos no lugar do ciclista para saber realmente o que eles passam nas ruas”, conta.

A ação foi promovida pela Nittrans, Grupo Executivo do Caminho Niemeyer, coordenadoria Niterói de Bicicleta, SETRERJ, Ecoponte, Sest Senat São Gonçalo, Fica Bike Café, Bike Anjo e Niterói Experience.

A programação completa do movimento Maio Amarelo está disponível no site da Nittrans (www.nittrans.niteroi.rj.gov.br).

Fotos: Douglas Macedo

ComentáriosOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade
Top