Prefeitura vai criar um Parque Tecnológico na cidade

A Prefeitura de Niterói vai criar um Parque Tecnológico na cidade. O projeto previsto para este ano, tem por objetivo…

Cidade planeja um Parque Tecnológico, entre outras iniciativas ligadas ao desenvolvimento urbano

A Prefeitura de Niterói vai criar um Parque Tecnológico na cidade. O projeto previsto para este ano, tem por objetivo fazer com que Niterói seja cada vez mais, uma cidade protagonista e referência em tecnologia e inovação. É o que explica, Valéria Braga, secretária municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação.

“A ideia é que a gente possa ajudar no desenvolvimento de novos negócios, trazer inovação para os já existentes, criar um ambiente onde os atores se conectem para estimular a inovação em todas as suas formas. O Sebrae é a instituição que mais promove o empreendedorismo no país. Muitas vezes o que falta a esses pequenos negócios é justamente a inovação, para que sejam representativos na economia”, revela Braga.

A Prefeitura apostou em uma parceria bem-sucedida com o Sebrae, para nortear políticas que utilizem o tripé inovação, tecnologia e ciência, para melhorar a qualidade de vida da população. O mapeamento para a implantação do projeto será feito em parceria com a entidade e vai usar como referência o trabalho desenvolvido em Florianópolis, onde atualmente funciona um Parque Tecnológico que abriga empreendimentos, projetos e outras iniciativas inovadoras estratégicas para o desenvolvimento da cidade.

Para realizar o estudo de viabilidade, além da parceria com o Sebrae, a Prefeitura se uniu à Fundação Certi, de Santa Catarina, que é uma organização independente de pesquisa, desenvolvimento e serviços tecnológicos especializados.

“A metodologia de planejamento de ecossistemas de inovação iniciou com o mapeamento dos principais atores de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado e do Município. Na sequência, serão realizados quatro encontros em formato de workshops onde definiremos, em processo colaborativo e de co-construção com os atores locais, as áreas prioritárias tecnológicas, o nível de maturidade do ecossistema e, nos dois últimos encontros, trabalharemos o plano de ação para consolidação do Ecossistema de Inovação Local”, informa a secretária de Ciência e Tecnologia.

De acordo com Valéria Braga, Niterói tem uma série de projetos relacionados à tecnologia, que reforçam o perfil de cidade inovadora.

“O ambiente de inovação já existe na cidade em empresas, universidades e organizações. Precisamos que todos conversem, se integrem e trabalhem juntos. Vamos confirmar a vocação de Niterói para a inovação. O Parque Tecnológico vai atrair empresas. O objetivo é incentivar o nosso ambiente de Inovação, apostar nas nossas empresas e nas nossas universidades”, destaca.

Falando em inovação, Niterói detém um título importante: a cidade é considerada a oitava mais inteligente do país, de acordo com o Ranking Connected Smart Cities 2022. Desenvolvido pela Urban Systems, ele mapeia todas as cidades com mais de 50 mil habitantes com o objetivo de definir aquelas com maior potencial de desenvolvimento. O ranking tem quatro resultados: geral; por eixo temático; por região e por faixa populacional. Na primeira edição, em 2015, a cidade estava em 17° lugar no país.

Entre os destaques em termos de inovação estão iniciativas como o Plano Estratégico Niterói Que Queremos 2013-2033; o Portal de Serviços: a ampliação do Processo Eletrônico; o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) e o Centro de Controle e Operação (CCO), que cuidam da segurança e do trânsito de Niterói. Para a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação de Niterói, seguir avançando no desenvolvimento de iniciativas para a população é fundamental para garantir um ambiente acolhedor e igualitário.

“A Niterói inteligente, sustentável e humana que queremos continua no seu caminho de melhorar a gestão, a economia da cidade e, principalmente, de incluir e dar mais qualidade de vida aos cidadãos. Sem deixar ninguém para trás. Não adianta ter uma cidade altamente inteligente se metade da população não está usufruindo dessa inteligência. Cidade inteligente é aquela em que todos têm acesso a uma rede de esgotos. É uma cidade que oferece bem-estar e qualidade de vida aos moradores”, pontuou Valéria.

Foto: Luciana Carneiro

Comentários
Compartilhe esta matéria:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.

Quer enviar uma queixa ou denúncia, ou conteúdo de interesse coletivo, escreva para noticia@diariodeniteroi.com.br ou utilize um dos canais do menu "Contatos".




Top