Acompanhe nossas redes sociais

Estudo aponta eficácia da gestão de Niterói na economia da retomada



Município fecha 2021 com R$ 1,2 bilhão investidos para mitigar os impactos da pandemia

Parque da Cidade. Foto: Luciana Carneiro

Duas das áreas mais afetadas pela pandemia da Covid-19, os setores de comércio e serviços, tiveram crescimento consistente na ocupação dos postos de trabalho em 2021 em Niterói. É o que aponta o Boletim de Políticas Públicas da Secretaria de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle (SEPLAG), concluído essa semana pela Prefeitura de Niterói. O documento traça um panorama da cidade ao longo do ano, alinhado aos resultados das políticas e programas de enfrentamento à pandemia de coronavírus do município.

O crescimento no saldo de empregos a partir de maio coincide, por exemplo, com a prorrogação de programas como o Empresa Cidadã. Com a iniciativa, o município pagou o salário de funcionários de empresas da cidade, protegendo cerca de 15 mil empregos. O Boletim coloca o Empresa Cidadã no eixo de investimentos para Desenvolvimento Econômico, junto ao Niterói Supera e Supera Mais Ágil. O eixo ultrapassou R$ 240 milhões de investimentos em 2020 e 2021. O eixo de Proteção Social, que inclui iniciativas como o Renda Básica Temporária, chegou a quase R$ 540 milhões.  

De acordo com Ellen Benedetti, secretária de Planejamento, por meio do Boletim de Políticas Públicas 2021 o município pode analisar os números dos investimentos realizados nas ações de enfrentamento à pandemia e os resultados que essas ações trouxeram para a cidade.

“É uma forma de prestarmos contas à população com relação às políticas que a Prefeitura de Niterói desenvolveu neste ano e avaliar a importância dessas ações na retomada econômica e dinamismo da cidade. Niterói teve destaque e reconhecimento na atuação de enfrentamento à pandemia de Coronavírus e os resultados dessas ações estão refletidos no avanço da vacinação, no saldo positivo de empregos e na garantia de auxílios para mais de 65 mil famílias do município durante esse período. Além disso, o boletim demonstra a importância da avaliação das políticas públicas para que possamos aprimorar cada vez mais nossas ações em busca de maior efetividade para as pessoas. A transparência é um valor importante para a Prefeitura e, com esse boletim, buscamos ampliar o nosso diálogo com os cidadãos niteroienses”, explicou a secretária.

Outro destaque, o setor industrial já apresenta saldo mensal semelhante ao período anterior à pandemia e o setor de construção apresenta índices superiores aos apresentados no início de 2020. Os números mostram que, depois da pandemia, Niterói criou as condições para crescer de forma consistente em 2022. Para isso, o boletim demonstra as ações implantadas pela Prefeitura nas áreas de segurança sanitária, proteção social, desenvolvimento econômico, apoio ao setor cultural, proteção às mulheres e educação, com investimentos que somaram R$ 1,2 bilhão ao longo de 2020 e 2021 e ganharam destaque e reconhecimento internacional durante esse período.

A publicação traz também um enfoque nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) sobre emprego formal em Niterói, como a evolução do saldo mensal geral e recortes por setor, sexo e escolaridade, demonstrando a baixa sofrida durante o período inicial da pandemia e evidenciando recuperação já a partir de junho de 2020 e destacado crescimento desde abril de 2021 – o que possibilitou ao município atingir em outubro a liderança na criação de postos de trabalho no Leste Fluminense do estado do Rio de Janeiro.

A emissão de alvarás para microempresas e empresas de pequeno porte também superou os números referentes a 2019. A arrecadação com ISS no município no segundo semestre de 2021 também apresenta valores acima dos apresentados antes da pandemia, evidenciando a retomada econômica em Niterói.

Por fim, o documento reflete sobre como a atuação de Niterói para o avanço da vacinação e controle progressivo da pandemia possibilitaram as ações do Programa Novo Normal Niterói e abriram um panorama favorável para o lançamento do Pacto de Retomada Econômica no início do mês de outubro pelo prefeito Axel Grael. Ainda em setembro deste ano, o município atingiu a marca de 100% da população adulta vacinada com a 1ª dose, antes do Estado do Rio de Janeiro e do país, que atingiu essa marca apenas dois meses depois, em novembro.

O Pacto de Retomada Econômica conta com uma ampla agenda visando retomar o desenvolvimento da cidade de forma perene após a recessão forçada pela pandemia de coronavírus, prevendo investimento da ordem de R$ 2 bilhões até 2024.

ComentáriosOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade
Top