Acompanhe nossas redes sociais

Foice, martelo, luta e…flores!



Ricardo de Moraes


Sob o tema “Floresce a Esperança”, aconteceu no Caminho Niemeyer, em Niterói, o Festival Vermelho, onde o Partido Comunista do Brasil – PCdoB, recebeu convidados, militantes, políticos e personalidades do mundo artístico para comemorar os seus 100 anos de existência.


Fundado em Niterói a 25 de março de 1922, sob o impacto da revolução soviética e da Semana de Arte Moderna – que aconteceu em São Paulo, um mês antes; o partido é uma das vertentes que se reivindica da data de fundação. Sem querer entrar em polêmicas, não há dúvida alguma que, o PC do B hoje, é a vertente mais expressiva e popular do comunismo no país.

Lula discursa ao lado de Luciana Santos, presidente do PC do B


Quem esperava algo sisudo, careta e inexpressivo se enganou. Marcado pela presença nas lutas sociais, o partido deu uma boa demonstração que, ao superar o stalinismo, o culto à Albânia, a lado mais ortodoxo do marxismo e os erros do passado, tornou-se um partido popular, ainda que pressionado pela “cláusula de barreira”.


Com debates, lançamento de livros, feira gastronômica, shows, cinema e espaço para crianças, o PC do B deu mostras da sua arejada revitalização e crescimento. Nos shows da sexta-feira (25), se apresentaram Zélia Duncan, Francisco El Hombre, BNegão e Mart’nália. No sábado (26) Leci Brandão, Moacyr Luz e o Samba do Trabalhador, Moyseis Marques, Candongueiro e Mulheres na Roda de Samba de Niterói.

Evento contou com a participação de lideranças políticas como Manoela d’Àvila, Marcelo Freixo, Talíria Petrone e Jandira Feghali


Um destaque do evento e do partido foi a grande quantidade de jovens e a presença maciça de mulheres dirigentes. No evento, marcaram presença a presidenta do PCdoB, Luciana Santos, a ex-deputada Manuela D’ávila e a deputada Jandira Feghali. Além delas, diversas centrais sindicais, entidades representativas do movimento social, representações partidárias e os candidatos ao governo do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo e Rodrigo Neves, o candidato ao senado André Ciciliano, entre outros candidatos à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa.


Luzes de celulares e flores deram o tom no ponto culminante do evento que foi a declaração de apoio do partido à candidatura do ex-presidente Lula para presidência da república, que esteva presente no evento e discursou.
Ao tomar mão de Luciana Santos pra discursar, Lula reconheceu o PC do B como apoiador histórico e de primeira hora, parabenizou ao partido e prestou uma singela homenagem a Haroldo Lima, falecido deputado constituinte e membro histórico do PC do B.


Na sequência de seu discurso agradeceu aos presentes a calorosa recepção. Por diversas vezes interrompido por aplausos e palavras de ordem, Lula também divertiu a todos os presentes ao ironizar o ex-juiz que o condenou que teve o processo anulado e ao procurador condenado a indenizá-lo.


Foi uma bela festa.

Fotos: Ricardo de Moraes

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top