Acompanhe nossas redes sociais

Hospital Municipal Getúlio Vargas Filho, o Getulinho, celebra 67 anos de atendimento à população



Uma das principais obras da gestão do ex-prefeito Rodrigo Neves, a emergência do hospital, que foi inaugurada em 2016, atende a mais de 6 mil crianças por mês.

Importante referência em atendimento de pediatria, o Hospital Municipal Getúlio Vargas Filho, no Fonseca, Zona Norte de Niterói, completou 67 anos nesta quarta-feira (29). A unidade, carinhosamente conhecida como Getulinho, já contabiliza mais de 500 mil atendimentos desde 2016, quando foi inaugurada a nova emergência do hospital. Todo mês, cerca de 7.500 crianças recebem assistência na unidade.

Bruna e Andressa sendo atendidas: Carinho da população


O Getulinho foi inaugurado em 1954 e municipalizado em 1992. Apesar de ser o único hospital especializado em atendimento pediátrico para Niterói, São Gonçalo e adjacências, teve a emergência fechada em 2011 por falta de condições de funcionamento. O prefeito de Niterói, Axel Grael, recordou que em 2013 a administração municipal reabriu a unidade em um hospital de campanha que depois passou para uma emergência provisória, até a construção da nova unidade, que começou a atender pacientes em 1º de julho de 2016.

“Poder celebrar os 67 anos do Getulinho é motivo de orgulho para nós. Visitando as comunidades da nossa cidade, todo mundo tem uma história pra contar desse hospital, e sempre histórias de carinho e reconhecimento. É isso que faz dele um hospital histórico e contextualizado com as tendências. A Saúde é uma prioridade em Niterói, sobretudo para aqueles que mais precisam. Nos últimos oito anos, o Getulinho recebeu investimentos e passou por uma grande transformação. É um hospital que vem se modernizando e recebendo projetos como a iniciativa que vai transformá-lo no primeiro hospital municipal neutro em carbono do Brasil. Que venham muitos anos mais e vidas salvas para o Getulinho”, destacou o prefeito de Niterói, Axel Grael.

Atual secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira foi diretor do Getulinho e também fala com carinho sobre a unidade municipal.  

“Os investimentos realizados no Getulinho, como a reabertura da emergência, entrega de um novo e moderno prédio e posteriormente a entrega do Centro Cirúrgico e CTI, permitiram que o hospital se tornasse referência em atendimento à pediatria no Estado do Rio de Janeiro. A equipe é muito comprometida e preza pelo atendimento acolhedor e de qualidade. Tenho muito orgulho de fazer parte dessa história”, disse.

O resultado desse trabalho pode ser refletido na aprovação do serviço pela população. Mãe da Bruna, de um ano e cinco meses, Andressa Jorand retornou com a menina à unidade essa semana para atendimento no setor de nefrologia. No começo de setembro, Andressa levou a filha para o Getulinho com febre alta e vômito. Bruna ficou internada por 5 dias, diagnosticada com infecção urinária e agora retorna para acompanhamento médico.

“Assim que trouxe a Bruna, ela foi logo medicada e alimentada. Ficamos na sala de espera aguardando um leito que não demorou. Durante toda a internação, o atendimento foi maravilhoso”, afirmou a moradora de Piratininga.

Outra criança encantava, por sua alegria, os profissionais do Hospital e demais usuários. Era o menino Isaías Lemos, de 4 anos, que estava acompanhado pelo pai, o auxiliar de topografia, Ricardo Daniel da Silva, 40 anos.

“O Isaías vem ao Getulinho periodicamente para tratar de síndrome nefrótica. Ele chegou a ser internado, mas hoje, com alimentação regrada e continuidade no atendimento, está com a saúde estabilizada”, contou o pai.

Em clima de comemoração, a equipe gestora comentou o retorno positivo dos usuários. Segundo a diretora geral do Getulinho, Elaine Lopez, cada profissional da unidade se dedica e ajuda a construir o prestígio do Hospital, que tem forte conexão e identificação com a população, o contexto social e a realidade das famílias.  

“Temos orgulho e clareza da história do Getulinho e a responsabilidade de seguir avançando, construindo uma assistência de qualidade bem equipada e que valorize sempre o cuidado multiprofissional”, garantiu.  

O Getulinho

O hospital realiza por mês cerca de 6 mil atendimentos na emergência; 1,5 mil consultas especializadas; e entre 130 a 150 internações.

O hospital oferece exames laboratoriais, eletrocardiograma, eletroencefalograma, radiologia e ultrassonografia. Sua estrutura conta com moderno e avançado CTI e Centro Cirúrgico que oferece cirurgias eletivas na área de cirurgia pediátrica, plástica, ortopedia e cirurgias de otorrinolaringologia, em parceria com o Hospital Universitário Antônio Pedro. A unidade também oferece atendimento ambulatorial com 14 diferentes especialidades, como pneumologia, dermatologia, nefrologia, neurologia, endocrinologia, anemia falciforme, hematologia, cirurgia geral, ortopedia, otorrinolaringologia, odontologia, alergista, cardiologia e cirurgia plástica.

A equipe é multiprofissional, composta por médicos pediatras, socorristas, intensivistas e especialistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, técnicos de aparelho gessado e de radiologia, lactaristas, além da equipe de apoio administrativo, ouvidoria, engenharia clínica, manutenção predial e serviços gerais. Os médicos especialistas que fazem o ambulatório, também são responsáveis pelo parecer dos pacientes internados na unidade. O hospital também realiza exames e procedimentos de apoio diagnóstico para pacientes internados e da rede como os exames de análises clínicas, ecocardiograma, radiologia, ultrassonografia, eletrocardiograma e eletroencefalograma.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top