Acompanhe nossas redes sociais

Jornalista Mário Dias morre em Niterói



Mário Dias faleceu, nesta quarta-feira (24), em Niterói, aos 78 anos

Morreu nesta quarta-feira (24), o jornalista Mário Dias, aos 78 anos, após três paradas cardíacas. Presença marcante e alegre na cidade, Mário se destacou nas coberturas jornalísticas, na assessoria de imprensa e nas editorias de polícia e política de diversos jornais.

Na TV, produziu o Botequim do Samba, tanto na Rede Globo, quanto na Rede Manchete de Televisão.

Na política, assessorou os ex-prefeitos Jorge Roberto Silveira, João Sampaio e Godofredo Pinto. Em 2014, lançou o livro “CTI – Antessala da morte: um passeio pela vida” que a partir de um estilo de revista, trabalhado como série de reportagens, abordou a infância, adolescência, décadas de jornalismo e o convívio com funcionários variados.

Mário entrevistou personalidades politicas como Tenório Cavalcanti, o “Homem da Capa Preta”, Chagas Freitas, Leonel Brizola, Geremias Fontes, Lula, Jorge Roberto Silveira, Aécio Nanci, entre outros. No meio artístico, foram entrevistados Jorge Aragão, Zeca Pagodinho, Dudu Nobre, João Nogueira, entre outros.

Segundo o jornalista Jordan Amora, foi Mário quem idealizou o Réveillon na Praia de Icaraí. Evento interrompido apenas pela pandemia de coronavírus. Mário Dias deixa três filhos e dois netos. O último adeus da família e amigos será no Cemitério São Gonçalo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Top