Acompanhe nossas redes sociais

Maricá Esporte Fest chega ao fim e reúne 6.500 moradores nas praias



Festival ocupou as orlas da Barra e de Itaipuaçu por três semanas com esporte, lazer e diversão

Mais de 6.500 pessoas participaram do Maricá Esporte Fest, evento promovido pela Prefeitura de Maricá que reuniu esporte, lazer e cultura nas praias da Barra e de Itaipuaçu com o intuito de proporcionar entretenimento e inclusão social por meio do esporte.

No festival, a população teve à disposição mecanismos que garantiram acessibilidade também às pessoas com deficiência (PcD), como rampas de acesso, tenda específica para estadia e atendimento especializado nos equipamentos.

O secretário de Esporte e Lazer Filipe Bittencourt ressaltou a importância do evento, que une saúde e entretenimento gratuito para a população num momento de retomada, após dois anos de pandemia da Covid-19.

“O Maricá Esporte Fest foi um sucesso e simbolizou o retorno das atividades com segurança. A população esperava há muito tempo por uma oportunidade de curtir um momento e família e, com esse evento, proporcionar lazer a todos, com acessibilidade”, destacou.

Beach soccer nas duas arenas para encerrar o festival

Neste domingo (17/04), a programação teve início simultaneamente nos dois bairros com o festival de beach soccer: aulas abertas da modalidade comandadas por ídolos nacionais, além de partidas disputadas por jovens da cidade. Em Itaipuaçu, 50 crianças e adolescentes participaram de uma aula ministrada por Júnior Negão (multicampeão de beach soccer).

Na Barra, alunos do projeto Esporte Presente receberam orientações e aprenderam as principais técnicas do beach soccer com o atleta Robertinho, ex-goleiro da seleção brasileira de futebol de areia e sete vezes campeão mundial, que ressaltou a importância do espaço para o intercâmbio de experiências e a construção do futuro dos jovens da cidade.

“Ter um evento como esse em Maricá é essencial para incentivar a prática esportiva nos jovens da cidade. Pude compartilhar um pouco da minha experiência e ensinar as principais técnicas do beach soccer às crianças e adolescentes num momento de formação de futuros atletas e do primeiro contato com o esporte”, destacou.

Rian Maciel, de apenas 8 anos, garantiu ter aprendido bastante com o campeão. “Muito bom ter essa aula para aprendermos mais de um esporte que gostamos tanto. Adorei ter conhecido de perto um atleta do futebol de areia e, por conta das dicas dele, volto para casa jogando muito melhor!”, afirmou.

Outra atividade que levou a galera às praias na manhã de domingo foram os torneios de altinha, disputados nas arenas dos dois bairros. Em Itaipuaçu, quinze equipes, compostas por homens e mulheres, participaram da dinâmica. Natália de Oliveira, praticante da modalidade há dois anos, celebrou a representatividade feminina no evento. “Foi incrível poder participar, cheguei e me surpreendi com os times, muitos com duas, três meninas participando, o que mostra que as mulheres estão conseguindo o seu espaço na altinha”, disse.

Encerramento em clima de carnaval

Encerrando o evento, as atrações musicais assumiram o palco. Em Itaipuaçu, o grupo Primeiro Amor abriu a programação, levando alegria à praia, com sucessos do samba e pagode, seguido da apresentação da bateria da Estação Primeira de Mangueira, que sacudiu a audiência.

Na Barra, o festival musical foi finalizado com show do grupo Balacobaco, que retornou ao Maricá Esporte Fest cantando sucessos como “De Onde eu Venho” e outros clássicos do samba nacional.

O Maricá Esporte Fest é uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Esporte (IBDE), em parceria com a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top