Acompanhe nossas redes sociais

Empresários da Região Serrana conhecem Novo Mercado Municipal de Niterói



Produtores e comerciantes de Nova Friburgo, cidade da Região Serrana do Estado do Rio, vieram a Niterói nesta terça-feira (14) conhecer o projeto do Novo Mercado Municipal. O grupo de aproximadamente 50 empresários foi recebido por representantes do consórcio que vai administrar o espaço e pelo vice-prefeito de Niterói, Paulo Bagueira. A visita foi uma espécie de caravana de negócios, em que produtores de outros municípios veem de perto as obras e instalações do mercado, que ficou abandonado por mais de 40 anos.

O Novo Mercado Municipal vai contar com 180 lojas, que poderão ser ocupadas justamente pelos produtores que foram ao local. A obra está mantendo o estilo art decó e o espaço promete ser uma referência no Estado, gerando emprego e renda, com incentivo ao turismo e gastronomia. O edifício, de arquitetura neoclássica, localiza-se na Avenida Feliciano Sodré, entre a Rua Presidente Castelo Branco e a Avenida Washington Luiz.

O vice-prefeito de Niterói, Paulo Bagueira, acompanhou a visita dos empresários e explicou que a intenção é trazer para o Novo Mercado Municipal pequenos produtores de Niterói e do interior do estado do Rio, que hoje só têm a Cadeg como opção para levar seus produtos.

“Nós apresentamos esse projeto para que os produtores possam entender a importância e grandiosidade que terá o Mercado Municipal de Niterói. Teremos aqui artesanato, alimentos, flores. Um espaço diferenciado com uma localização muito estratégica e interessante comercialmente”, disse.

O modelo é uma Parceria Público Privada (PPP) com concessão de obra pública, onde o concessionário realiza a obra e se remunera a partir da atividade desenvolvida no imóvel. O investimento do consórcio Novo Mercado Municipal será de R$ 69 milhões em três anos, sendo R$ 30 milhões na reforma do atual prédio. Além do consórcio, a Prefeitura está investindo R$ 25 milhões na revitalização do espaço público no entorno do mercado. Toda a região está sendo repaginada.

“A Prefeitura está resgatando uma parte da história de Niterói com a revitalização do Mercado Municipal, que vai ser o segundo maior do Brasil em tamanho. Como aconteceu em São Paulo, o mercado vai estimular o turismo na cidade, além de ser de grande importância na área de interesse econômico e social, com a geração de empregos, e também para que as pessoas que moram na cidade tenham mais uma opção de lazer”, detalhou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Luiz Paulino Moreira Leite.

A secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, e o secretário de Urbanismo, Renato Barandier, também acompanharam a visita do grupo.

O Mercado – A área tem cerca de 13 mil metros quadrados. Destes, 3.662 metros quadrados pertencem ao prédio do Mercado Municipal, que foi construído entre 1927 e 1930. Desativado em 1976, o imóvel passou a abrigar o Depósito Público Estadual a partir da década de 1980. Sua infraestrutura compõe o conjunto arquitetônico da Região Portuária de Niterói.

Foto: Douglas Macedo

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Compartilhe esta matéria:

Quer anunciar no jornal Diário de Niterói? Clique aqui e fale diretamente com nosso atendimento publicitário.




Publicidade


Top